• ARTIGO INÉDITO: Pantaleão e as visitadoras: análise sócio-jurídica do livro de Mário Vargas Llosa
  • “Pantaleão e as visitadoras”: social and juridical analysis of the Mario Vargas Llosa’s book
  • Luiz Felipe Carvalho Silva
    • Resumo
    • O presente artigo tem o intento de analisar, de maneira crítica, as reflexões sócio-jurídicas imbuídas no livro publicado por Mario Vargas Llosa, em 1974, Pantaleão e as Visitadoras, em especial àquelas relacionadas às instituições militares. Em seu romance, Mario Vargas Llosa utiliza-se da comédia, por vezes ácida, para, através de um serviço bastante inóspito dentro do exército peruano, criticar a instituição militar, que dominou a América Latina nos idos da década de 1970, e outros aspectos sociais intrínsecos à cultura latino-americana.2 O livro, apesar de ser carregado de humor, traz em si uma reflexão acerca do refolho da máquina militar que governou a América Latina, em meados do século passado, em diversos países, sob a égide de um moralismo impávido. Reflete, ainda, acerca da facilidade com que um falso guia religioso arrebanha as massas, e do poder da mídia populista, tendenciosa, sensacionalista e manipuladora. Faço coro às vozes que afirmam ser, assim como García Marquez, Vargas Llosa um cânon que escreve da América Latina para a América Latina, e deste modo, verdadeiro.
    • Palavras-chave
    • Arte e Direito. Moral e ética. América Latina. Tecnicismo Acrítico.
    • Referências
    • ALVES. A. C. Madres de la Plaza de Mayo são patrimônio da América Latina. Disponível em: . Acesso em: 2 jun. 2017.
      CANHADA, D. I. D.; OLIVEIRA, S. A. “Pantaleão e as Visitadoras”: Análise Sócio-Organizacional do Filme Peruano Baseado no Livro de Vargas Llosa. In: II Colóquio Internacional de Epistemologia e Sociologia da Ciência da Administração. Florianópolis, 2012. Disponível em: . Acesso em: 1º jun. 2017.
      DONNE, J. Devotions Upon Emergent Occasions, 1624, Meditation XVII. Ed. Ligthing Source, 2008.
      DONGHI, T. H. Dictaduras hispanoamericanas en perspectiva historica. In: SOSNOWSKI, S., comp., Augusto Roa Bastos y la producción cultural americana. Buenos Aires: Ediciones de la Flor, 1986.
      GODOY, A. M. Direito e Literatura. Revista CEJ, Brasília, v. 7, n. 22, p. 133-136, jul./set. 2003.
      IANNI, O. A questão nacional na América Latina. Estud. av. vol. 2, n.1, São Paulo, jan./mar. 1988.
      KANT, I. Fundamentação da metafísica dos costumes e outros escritos. Trad. Antonio Pinto de Carvalho. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1964.
      REISMAN, G. Ditaduras, relativismo moral e a necessidade de métodos brutais para se atingir o socialismo. Disponível em: . Acesso em: 21 maio 2017.
      SCHWARTZ, G.; MACEDO, E. H. Pode o Direito ser Arte? Respostas a Partir do Direito & Literatura. In: XVII Encontro Preparatório para o Congresso Nacional do CONPEDI, 2008, Salvador. Anais do Conpedi. Florianópolis: Fundação Boiteux, 2008. p. 1013-1031. Disponível em: . Acesso em: 1º jun. 2017.
      SÜSSEKIND, A.; MARANHÃO, D.; VIANNA, S. Instituições de Direito do Trabalho. São Paulo: LTR, 2000.
      VELIZ, C. La tradición centralista de América Latina. Barcelona: Ediorial Ariel, 1984.
      ZATTI, V. Autonomia e educação em Immanuel Kant e Paulo Freire. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2007.
    • Abstract
    • The purpose of this article is to analyze the reflections of Mario Vargas Llosa’s book, from 1974, Pantaleão e as Visitadoras, especially the criticism of the military. In his novel, Llosa uses ironic comedy, to show us something very unusual about the Peruvian Army, to criticize the military from the 70’s who dominated Latin America, and to show other social cultural aspects from Latin America. The book, besides its humor, reflects deeply about the military and moral attitudes abound. It talks about a religious guide who convinces the crowd to follow him, and the power of the media and its problems with manipulation and sensationalism. Llosa writes from Latin America to Latin America and in that way shows the truth.
    • Keywords
    • Law and art. Moral and ethic. Latin America. Uncritical technicality.
    • pt_BR